13/03/2018 | Litoral Sul FM | Sem Comentários



Começa no dia 20 de março a quarta etapa da vacinação contra a dengue em Paranaguá.

A campanha, definida pelo Governo do Estado, segue até 28 de abril.

A aplicação da terceira dose estará disponível em todas as unidades básicas de saúde.

A meta é imunizar um total de 21 mil pessoas.

A Secretaria Municipal de Saúde e Prevenção (Semsap) já está se preparando para realizar a vacinação.

A primeira etapa da vacinação foi realizada em 2016.

Duas outras ocorreram no decorrer do ano passado, embora a adesão do público alvo (pessoas com idade entre 9 e 44 anos, 11 meses e 29 dias) tenha sido bem abaixo do esperado.

O secretário municipal de Saúde e Prevenção, Paulo Henrique de Oliveira, destaca que a vacina é uma medida eficaz de prevenção contra a dengue e pede que a população continue se imunizando.

“Pedimos para que as pessoas que já tomaram a segunda dose retornem aos postos de saúde para fechar o esquema vacinal, pois só assim a eficácia será completa.

Não queremos mais que Paranaguá tenha um episódio tão triste como o registrado em 2016, com uma epidemia que resultou na morte de 30 pessoas e milhares de infectados pela doença”, declarou o secretário.

Além da vacinação a Secretaria Municipal de Saúde e outras pastas da Prefeitura de Paranaguá estão envolvidas também em várias frentes para combater a proliferação do mosquito transmissor da dengue, o Aedes Aegypti.

São ações de remoção mecânica de criadouros do mosquito, combatendo assim as larvas, e a aplicação de inseticida, com bomba costal, pelos próprios agentes de endemias, e ainda com os carros de fumacê, encaminhados pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde.

TERCEIRA ETAPA

Somente 7.517 pessoas foram imunizadas com a segunda dose da vacina contra a dengue, registrando 32,21% da meta estabelecida.

Para a terceira o índice foi melhor, com 28.977 doses aplicadas, com um total de 70,10% da meta.

Os dados são do Departamento de Epidemiologia da Semsap, que apontaram que 36.494 pessoas foram imunizadas.

 

Jornalista: Osvaldo Capetta 

Marcos Rogério/Litoral Noticias