10/02/2020 | Litoral Sul FM | Sem Comentários



Começa nesta segunda-feira (10) a 1ª etapa da Campanha Nacional contra o sarampo deste ano. No Paraná, de acordo com a Secretaria da Saúde do Estado do Paraná (Sesa) essa etapa, que vai até dia 13 de março, será voltada para pessoas entre cinco e 59 anos. Para iniciar a campanha, o Paraná tem o quantitativo de mais de 1,245 milhão de doses da vacina.

“O objetivo desta campanha é interromper a circulação do vírus e garantir alta cobertura vacinal no Estado, que hoje está com cerca de 90% para as crianças de um ano quando o ideal seria de 95% em todas as faixas etárias”, disse o secretário estadual da Saúde, Beto Preto. “A vacina é a única forma de proteção e está disponível nas Unidades de Saúde do Paraná”, acrescentou.

Segundo ele, o Paraná acompanha as estratégias definidas pelo Ministério da Saúde, porém define ações diferenciadas para conter a transmissão do vírus no Estado. A campanha nacional preconiza que nesta primeira etapa seja vacinado o público de cinco a 19 anos, entretanto, analisando os casos de sarampo no Paraná, a faixa etária de 20 a 29 anos é a mais acometida pela doença e, como forma de quebrar a transmissão do vírus, o Estado adota uma campanha contemplando as pessoas de cinco até 59 anos.

“A maioria dos casos confirmados de sarampo está na faixa etária de 20 a 29 anos, e por esse motivo o Paraná, além de antecipar a campanha para este grupo que seria apenas em agosto, também fará a estratégia de vacinação indiscriminada, ou seja, todas as pessoas nessa faixa etária devem procurar as unidades de saúde para se vacinar”, explicou a chefe da Divisão de Vigilância do Programa de Imunização da Secretaria, Vera Rita da Maia.

Para as demais idades, de cinco a 19 anos e dos 30 aos 59, a vacinação é seletiva. É necessário levar o comprovante vacinal para verificação do esquema, pela unidade de saúde, pois somente será imunizada a pessoa que nunca recebeu a dose ou que esteja com o esquema vacinal incompleto.

‘Dia D’

O “Dia D” da mobilização nacional para incentivar a vacinação será no sábado (15).

Até quinta-feira (6), o Paraná tinha 831 casos confirmados da doença, de acordo com o boletim divulgado semanalmente pela Sesa. Foram 23 novas confirmações em uma semana.

Conforme o boletim, cerca de 60% das confirmações foram registradas em Curitiba. O boletim indicou que, ao todo, são 2.902 casos notificados; 1.653 casos em investigação e 418 casos descartados.

Nenhuma morte pela doença foi registrada.

 

Colaboração AEN – PR

Marcos Rogério/Litoral Notícias