24/08/2018 | Litoral Sul FM | Sem Comentários



Nesta última quinta-feira (23), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), lançou um App (aplicativo), chamado Pardal, para receber as denúncias e infrações realizadas pelos nossos candidatos políticos, durante o período eleitoral.

O objetivo desta tática, é colocar o eleitor como principal fiscal dessas práticas abusivas que nossos políticos cometem, e que muitas vezes não chega aos ouvidos da Justiça Eleitoral.

Com o App, a Justiça espera receber diversas denúncias referentes à propaganda eleitoral, compra de votos, uso da máquina pública, crimes eleitorais, doações e gastos eleitorais.

Para fazer o encaminhamento de suas denúncias, os usuários devem informar o seu CPF, documentos, fotos ou vídeos que comprovem as irregularidades.

A Justiça Eleitoral se compromete em manter o sigilo das informações dos denunciantes.

Quem não possui um aparelho com os sistemas Android ou iOS também pode denunciar, com a versão web do aplicativo, acessível por qualquer navegador de internet.

O TSE, porém, faz algumas ressalvas quanto ao uso do Pardal.

Uma delas é que o aplicativo não pode ser usado para informar irregularidades nas campanhas presidenciais.

Da mesma forma, também não é possível enviar denúncias referentes a problemas em campanhas de rádio e TV, independente do cargo.

Nessas situações, os eleitores devem buscar a Justiça Eleitoral pelos meios tradicionais.

O Pardal pode ser adquirido tanto no Google Play quanto na App Store.

Justiça Eleitoral
Marcos Rogério/Litoral Notícias