21/01/2021 | Litoral Sul FM | Sem Comentários



Com redução de 11% no número total de afogamentos atendidos pelo Corpo de Bombeiros no litoral do Paraná, comparado ao mesmo período da temporada anterior, completa-se o primeiro mês dos trabalhos da Operação Verão 2020/2021. Dos 506 afogamentos desta temporada, 465 vítimas saíram ilesas e 32 com afogamento leve. No mesmo período da temporada anterior, foram 569 atendimentos no total, sendo 512 ilesas e 52 leves. Ressalta-se a importância de os banhistas sempre procurarem uma faixa protegida por Guarda-Vidas, que é delimitada pela bandeira ou windbanner vermelho com amarelo, para que o banho de mar ocorra de forma mais segura. Prova disso é que não ocorreu nenhuma morte por afogamento nas áreas protegidas por Guarda-Vidas, contudo, em faixas não protegidas por Guarda-Vidas, foram seis os óbitos, o dobro com relação ao mesmo período da temporada anterior.

Buscas aquáticas continuam, até o momento, à adolescente de 14 anos que submergiu em faixa não protegida por Guarda-Vidas, nas proximidades do trapiche da Praia Mansa, em Matinhos, na tarde da última sexta-feira, 15 de janeiro. Embarcações do Corpo de Bombeiros e a aeronave Falcão 03 do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) atuam nos trabalhos.

Dentre os fatores que podem ter influenciado para um menor número de frequentadores nas praias do nosso litoral neste período pode-se citar a pandemia e também dias seguidos com chuvas em nosso litoral. Por conta disso, ou seja, com menos público no mar, o número de ações preventivas (orientações e advertências) teve uma redução de 22%. Reduzida foi, também, a quantidade de crianças perdidas nas areias: de 525 na temporada passada para 181 neste período. Com menos pessoas no mar e, principalmente, por ações naturais, como o movimento das correntes que transportam as águas-vivas pelo oceano, o número de incidentes com esses animais marinhos teve uma redução de 79%.

Além dos atendimentos realizados no mar, os trabalhos das viaturas de combate a incêndio e resgate e atendimento pré-hospitalar continuam durante a Operação Verão. Com relação aos acidentes de trânsito houve um aumento de 13% se comparados ao primeiro mês da temporada passada; já os atendimentos realizados pela ambulância foram 208 contra 222 do mesmo período do ano anterior. O número de incêndios atendidos pelo Corpo de Bombeiros também teve queda de 53%.

O 8º Grupamento de Bombeiros, em ações de Defesa Civil, e em coordenação com a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, atua em ações preventivas e de monitoramento a áreas inundadas e alagadas em nosso litoral, em virtude das fortes e constantes chuvas. A região de Tagaçaba, em Guaraqueçaba, foi a mais afetada por inundações até o momento, contudo não há informação de desabrigados. No último dia 15 de janeiro, a Lancha de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros saiu de Paranaguá com destino à região, levando, como forma de apoio humanitário, 700 kg de materiais: água potável, álcool 80% e rolos de lona para serem distribuídos à população local.

O Corpo de Bombeiros sempre orienta: os riscos do mar não estão somente nas ondas e nem sempre são visíveis. Correntes, buracos, mudanças abruptas de profundidade, valas e valões são riscos “escondidos”. Nade sempre em faixa protegida por Guarda-Vidas, delimitada por bandeiras ou windbanners vermelho e amarelo para ter um banho de mar mais seguro. Não faça ingestão de bebidas alcoolicas antes de entrar na água e fique sempre atento às placas e sinalizações, cuidando, também, de suas crianças.

Baixe o aplicativo do Corpo de Bombeiros gratuitamente em seu celular e procure um Posto de Guarda-Vidas para um banho de mar mais seguro.

Acesse o canal do Corpo de Bombeiros no Youtube (https://www.youtube.com/channel/UCN5qfXlL51MY4cdGcoVrswA) e assista aos vídeos informativos sobre regiões específicas do nosso litoral.

Faça a sua parte para um Verão Consciente.

Comunicação Social da Operação Verão Litoral – 2020/2021.

#Jornalismo

#Litoral Sul FM