24/03/2020 | Litoral Sul FM | Sem Comentários



Paranaguá vive um momento de prevenção contra o coronavírus. Não há casos confirmados na cidade e, com o intuito de manter o quadro dessa forma, várias medidas estão sendo tomadas. Por outro lado, as autoridades de saúde precisam se manter atentas e preparadas para se ocorrerem casos da doença. Pensando nisso, a Unidade de Saúde da Serraria do Rocha estará aberta a partir desta segunda-feira, 23, 24h por dia, inclusive aos finais de semana para receber casos suspeitos da doença.

“Precisamos manter uma logística de atendimento. Durante o dia, as pessoas que apresentarem febre e falta de ar podem procurar a unidade básica de saúde próxima a sua casa. Lá o médico verificará se há a necessidade de encaminhamento para a Serraria do Rocha e esse percurso será feito em veículo da Secretaria de Saúde”, reforça a secretária municipal de Saúde, Lígia Regina de Campos Cordeiro.

“Não é desconhecida a dispensa de funcionários com mais de 60 anos e também aqueles que fazem parte do grupo de risco, por isso, algumas medidas precisam ser tomadas. Temporariamente, as unidades do Jardim Iguaçu e Branquinho não atenderão em horário estendido. Serão mantidas com horário estendido até as 23h, as unidades de saúde da Vila Garcia e Alexandra e a unidade 24h Rodrigo Gomes, na Ilha dos Valadares, além da UPA que atende urgências e emergências”, informa a secretária.

A secretária lembra ainda que, um dos motivos do horário estendido ser criado, foi para atender ao público que trabalha durante o dia e teria o período após as 18h para procurar a unidade de saúde. Com o Decreto Municipal determinando o fechamento do comércio em geral salvo exceções, a população terá o período diurno para procurar as unidades de saúde em caso de necessidade.

O enfrentamento ao coronavírus tem sido firme em Paranaguá, mas a colaboração da população é fundamental nessa luta. “Precisamos da colaboração de todos permanecendo em casa. Ressaltamos que só devem procurar as unidades de saúde, pessoas que realmente estão com sintomas relevantes como febre alta e falta de ar ”, enfatiza.

 

SECOM

Marcos Rogério/Litoral Notícias