01/02/2018 | Litoral Sul FM | Sem Comentários



Curitiba registrou o primeiro caso de febre amarela. Segundo informações, o caso é importado do interior de São Paulo e por isso ainda não é preciso que toda a população da cidade corra para se vacinar nos postos de Curitiba.

Segundo o levantamento, do Ministério da Saúde, divulgado nesta quarta (31), o Paraná tem quatro casos suspeitos de febre amarela em investigação e outros 14 casos suspeitos foram descartados.

O último caso de febre amarela autóctone confirmado no Paraná foi em 2008, em Laranjal, região central do Estado.

Com relação a óbitos, os últimos também ocorreram no mesmo ano nas cidades de Maringá (caso importado) e Laranjal.

Além da vigilância de casos, o Estado também realiza a vigilância do óbito de macacos e coleta de mosquitos.

Apenas em 2017, foram investigados 182 pontos em 89 municípios, o que corresponde a 22,3% do território estadual.

O último inquérito foi realizado no mês de dezembro e, até agora, todos os resultados foram negativos para a presença do vírus.

 

Fonte: Bem Paraná

Marcos Rogério/Litoral Noticias