05/01/2018 | Litoral Sul FM | Sem Comentários



A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística promoverá nesta segunda-feira (23), a partir das 19 horas, uma audiência pública com moradores de Pontal do Paraná e região para debater a necessidade de construir uma nova rodovia no Litoral do Estado.  Curitiba, 23/01/2017. Foto: Divulgação SEIL

O secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Pepe Richa, prevê que até o final deste mês será lançado o edital de licitação do projeto de construção da Faixa de Infraestrutura em Pontal do Paraná”.

O governo estima um investimento de R$ 369 milhões para a construção da estrada de aproximadamente 23 quilômetros de extensão e 60 metros de largura, entre a rodovia PR-407 (próximo do posto da Polícia Rodoviária Estadual) até a região de Ponta do Poço, zona portuária em Pontal do Sul.

No final de novembro o projeto foi aprovado em votação do Colit (Conselho de Desenvolvimento Territorial do Litoral Paranaense).

Entidades de defesa ambiental, no entanto, apontam inconsistências nos estudos apresentados e se preocupam com danos gerados pelo aumento do tráfego intenso, especialmente porque a região é turística e porta de entrada para a Ilha do Mel.

Já o governo lembra que a obra é um pedido de moradores e diz que o estudo ambiental apontou que não haverá nenhum impacto na Ilha do Mel.

“Pontal vem crescendo a olhos vistos e necessitando de uma infraestrutura.

Hoje a rodovia PR-412 divide a cidade ao meio”, diz o secretário.

Um estudo prevê que a quantidade de veículos que utilizam a PR-412 deve aumentar em 57% até 2027.

Hoje, a PR-412 tem na temporada de verão uma média superior a 25 mil veículos por dia e acima de 12 mil nas outras épocas do ano.

Como fica

Ao longo da extensão da nova estrada estão projetadas vias de acesso para os balneários de Primavera, Ipanema, Shangri-lá e Vila Nova.

A rodovia vai até a Ponta do Poço, onde um empreendimento privado promete a construção de novo porto.

Até agora apenas a Techint opera na região, produzindo plataformas para exploração de petróleo. Imagem: Divulgação SEIL

 

A informação é do jornal Metro e do site Paraná Portal.

Marcos Rogério/Litoral Noticias