06/09/2018 | Litoral Sul FM | Sem Comentários



A passarela é a maior ligação entre o continente e a Ilha dos Valadares e há mais de 15 anos não recebia uma revitalização completa e detalhada como a realizada atualmente.

O trabalho de recuperação da estrutura da passarela “Antônio José Sant’Anna Lobo Neto” começou em junho a cargo da empresa Fator 3 Engenharia e Consultoria Ltda.

A obra prevê o reforço das estacas de fundação, num trabalho subaquático, a recuperação do contrapiso da laje, limpeza e pintura de toda a passarela.

Na noite desta terça-feira, 4, foi iniciada uma nova etapa.

“Neste momento a fase é de recuperação do contrapiso.

As equipes trabalham das 20h às 6h.

Decidimos pelo período noturno para que não haja nenhum transtorno para os moradores na ilha”, afirma o prefeito Marcelo Roque que acompanhou o início dos trabalhos. Essa etapa deve durar de 20 a 30 dias.

O investimento total na obra é de R$ 1.108.781,81.

“É um trabalho delicado e de certa forma demorado por ser totalmente manual, sem a utilização de maquinário. Enquanto a equipe realiza os trabalhos de recuperação do contrapiso, outras durante o dia, continuam com os trabalhos nas estacas”, lembra o secretário municipal de Obras, Maikol Nascimento do Amarante.

Somente nesta manhã de quarta-feira, 5, três caçambas ficaram cheias do material danificado retirado da passarela. “Acho que terá uma diferença muito grande depois de pronta porque hoje quem passa por aqui vê o piso rachado e vários buracos em cima da passarela”, observa Andréa Nascimento, moradora na Ilha dos Valadares.

TURISMO
Para o secretário municipal de Cultura e Turismo, Harrison Camargo, além do bem-estar e segurança para os moradores, a passarela, após revitalizada e com nova pintura, será um cartão-postal mais bonito.

“Muitos turistas registram a passarela quando visitam Paranaguá, seguem por ela para fazer fotos da cidade e atravessam para a Ilha dos Valadares para conhecer aquela região.

A passarela já é um cartão-postal e se tornará um local ainda mais bonito para ser registrado pelos visitantes”, avalia o secretário.

SECOM
Marcos Rogério/Litoral Notícias