18/05/2020 | Litoral Sul FM | Sem Comentários



A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe foi prorrogada pelo Ministério da Saúde até do dia 5 de junho em todo o país para oportunizar que todos os pertencentes ao público preconizado, se vacinem. A preocupação é com a proximidade do inverno, período de maior circulação dos vírus da influenza.

A escolha dos grupos prioritários para a vacinação contra a gripe segue recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS). Essa definição também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. São priorizados os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.
A Secretaria de Estado da Saúde avalia que o objetivo da antecipação da campanha é evitar o aumento de doenças respiratórias e a sobrecarga do sistema de saúde. A vacina contra a gripe não diminui o risco de contágio por coronavírus, mas o principal objetivo da vacinação é reduzir as complicações, as internações e principalmente a mortalidade decorrente das infecções causadas pela influenza, facilitando, neste momento, a definição do diagnóstico de pacientes com suspeita de adoecimento pela Covid-19.

Em Paranaguá, as equipes da Secretaria Municipal de Saúde têm realizado diversas ações para levar a vacina para mais perto da população. “Além de contarmos com as doses nas unidades básicas de saúde, realizamos o Dia D Municipal ocorrido no último sábado, 9, fizemos dois Drive Thru, levamos a vacina para a área portuária, Com o Vacina Móvel, estivemos na Vila Santa Maria que é um bairro mais afastado e com maior dificuldade de acesso, visitamos as comunidades marítimas, entre outras ações que tem colaborado com o resultado positivo”, detalha a superintendente de Vigilância em Saúde, enfermeira Maristela Cerqueira.

BALANÇO
Até o início desta semana, com a somatória do público alvo das três fases, foram vacinadas 21.262 pessoas. “Este número está crescendo e esperamos que até o dia 5, possamos alcançar a meta de 90% do público preconizado. Para se ter uma ideia, foram vacinadas 12.040 pessoas idosas, ou seja, 94,06%. Vacinamos 71 indígenas, o que corresponde a 177,5% desse público”, cita a enfermeira.

Outros grupos preconizados ainda precisam ser vacinados, mas a busca pelas doses tem sido frequente nas unidades básicas de saúde. Nesta terceira fase, são esperadas as crianças de 6 meses a menores de 6 anos, as puérperas (mães até o 45.º dia do pós-parto), as gestantes, os professores e as pessoas entre 55 e 59 anos. “Mas aqueles que pertencem a fase um e dois e ainda não se vacinaram, podem procurar a unidade básica de saúde”, ressalta.

A Influenza é uma infecção viral aguda do sistema respiratório altamente transmissível. Os sintomas são febre alta, dores musculares, dor de cabeça e dor de garganta. Se não for tratada, pode provocar complicações, evoluir para pneumonia e provocar até a morte. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada, ao falar, ao tossir ou no contato pelas mãos.

 

Font: Prefeitura de Paranaguá