26/03/2018 | Litoral Sul FM | Sem Comentários



Entre os dias 26 e 29 de março será realizado em Paranaguá mutirão de cirurgias de cataratas para 200 pacientes com idade superior a 67 anos.

Serão 50 atendimentos por dia.

Após passar por consulta o idoso será avaliado e se houver necessidade e condições clínicas para tanto o procedimento cirúrgico será realizado em seguida.

A ação é promovida pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e tem apoio da Secretaria Municipal de Saúde e Prevenção (Semsap).

Nesta semana servidores da Coordenação de Atenção Primária e da Ouvidoria estão entrando em contato, via telefone, com pacientes que foram selecionados, informando que terão que retirar o comprovante de consulta, na sede da pasta, na avenida Gabriel de Lara, 977.

De acordo com o secretário municipal de Saúde e Prevenção, Paulo Henrique de Oliveira, o cadastramento de pacientes com esse problema oftalmológico foi realizado no ano passado nas unidades básicas de Paranaguá. “Foram 1997 pessoas cadastradas.

A Secretaria de Estado da Saúde selecionou um total de 200 pacientes, pelo critério de idade, que na próxima semana serão atendidos.

Felizmente essas pessoas terão a oportunidade de resolver esse problema de saúde e estamos dando todo o suporte necessário”, destacou o secretário.

O mutirão ocorre devido à escassez de oftalmologista no sistema público de saúde como um todo.

Vale lembrar que à Prefeitura Municipal compete a promoção da atenção primária, com médicos generalistas (clínicos gerais) atendendo nas unidades básicas e procedimentos de baixa complexidade.

A legislação determina que o atendimento ambulatorial com médicos especialistas, bem como o oferecimento de exames de média e alta complexidade, são de responsabilidade do Estado e da União. ……..

O QUE É CATARATA?

Catarata é uma doença que provoca a opacidade parcial ou total do cristalino, uma lente localizada atrás da pupila do olho.

Com isso o paciente passa a não ter visão nítida.

A causa mais comum é o envelhecimento natural do cristalino ao longo da vida, além de outros fatores secundários, como o uso crônico de corticóide, doenças metabólicas, diabetes, uveítes (inflamação intra-ocular), trauma e exposição excessiva à radiação ultravioleta.

Entre os principais sintomas da catarata estão a perda visual progressiva, tanto para perto quanto para longe.

O paciente pode queixar-se de perda de contraste das cores e troca freqüente do grau dos óculos sem melhora na qualidade da visão.

Quando isso ocorrer o médico oftalmologista deve ser procurado, para realizar o exame de biomicroscopia acompanhado de dilatação da pupila.

A única forma de tratamento é a cirurgia, já que não existem colírios ou qualquer outro tratamento clínico para correção da opacidade do cristalino.

 

SECOM

Marcos Rogério/Litoral Noticias