29/01/2020 | Litoral Sul FM | Sem Comentários



Imagine a cena: você na cadeira de praia, sol quente, sombra, mar calmo, crianças fazendo um castelinho na areia, uns jovens jogando frescobol, passa o carrinho do sorvete. Era tudo o que você precisava para completar o dia perfeito, mas quando você resolve chamar o vendedor percebe que a sua carteira sumiu. Para evitar esse verdadeiro pesadelo, o delegado Gil Tesseroli, coordenador da operação verão da Polícia Civil dá dicas aos veranistas.

Desde o começo da Operação Verão, em 21 de dezembro do ano passado, foram mais de 600 documentos perdidos ou roubados no litoral. E, se esse for o seu caso, é indispensável avisar a polícia, como diz o delegado.

Além das delegacias, o Boletim de Ocorrência pode ser feito pela internet, no site delegaciaeletronica.pr.gov.br, repetindo delegaciaeletronica.pr.gov.br.

E se você encontrar uma carteira ou documentos perdidos, também pode contar com a ajuda da Polícia.

Quando entregues numa agência ou caixa de correio, os documentos são enviados para uma central, e ficam separados por tipo e por nome do dono. O Correio guarda esses documentos por 2 meses e para recuperá-los é necessário pagar uma taxa de 5reais e 70centavos. Uma verdadeira pechincha se comparado a dor de cabeça que pode dar os documentos caírem em mãos erradas. O melhor mesmo é revisar sua sacola de praia e levar só o indispensável. Um único documento de identificação, o dinheiro ou cartão que for usar, protetor solar, água e animação.

AERP

Marcos Rogério/Litoral Notícias