28/01/2020 | Litoral Sul FM | Sem Comentários



(Foto: José Fernando Ogura/AEN)

A administração dos Portos Paraná – subordinada à Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística – divulgou no domingo (26) uma nota desmentindo os relatos sobre um possível caso de Coronavírus em um tripulante de um navio atracado no Porto de Paranaguá.

Os boatos começaram na última semana pelas redes sociais. De acordo com a Portos do Paraná “a guarda portuária e a equipe médica do Órgão de Gestão de Mão de Obra do Trabalhador Portuário e Avulso do Porto Organizado de Paranaguá (OGMO) foram a bordo do navio Great Praise, que está atracado no berço 208” e não constataram a doença.

Além disso, a empresa reforçou que “está em contato com a Anvisa e demais órgãos de saúde e que todas as medidas necessárias já são adotadas”. A Portos Paraná, ainda em nota, pede cautela para “evitar a desinformação”.

Ainda na semana passada, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) anunciou medidas preventivas contra a doença, mesmo não havendo nenhum caso confirmado de infecção no Brasil, segundo o Ministério da Saúde.

Sabia mais em: Coronavírus: Governo do Paraná adota medidas de prevenção contra vírus

Pelo menos cinco países já registraram casos de Coronavírus desde dezembro do ano passado: China, Coréia do Sul, Tailândia, Japão e Estados Unidos.

A China é o país com o maior número de casos, com 2.761, além de 80 mortes por conta da doença.

O Coronavírus pode ser transmitido pelas gotículas respiratórias, por tosse e espirros em curta distância, sendo também transmitido por objetos contaminados. O vírus pode se disseminar no ar, afetando principalmente pessoas com a imunidade debilitada.

O período de incubação do vírus é de cerca de 2 a 7 dias, podendo chegar a 14 dias.

Os sintomas, nos casos mais leves podem parecer com gripe ou resfriado comum, com tosse, febre e dificuldade para respirar. Já os casos mais graves podem evoluir para pneumonia ou síndrome respiratória aguda grave.

 

Colaboração Assessoria de Comunicação Portos Paraná

Marcos Rogério/Litoral Notícias