04/12/2018 | Litoral Sul FM | Sem Comentários



A Procuradoria Regional Eleitoral do Paraná pediu à Justiça Eleitoral a cassação do mandato do deputado Fernando Francischini, do PSL.

Francischini foi eleito o deputado estadual com maior número de votos neste ano.

A ação acusa o deputado eleito de ter impulsionado a própria candidatura com base em notícias falsas que questionaram a lisura do processo eleitoral.

Isso porque Francischini compartilhou um vídeo em sua própria página do Facebook no dia do primeiro turno das eleições, afirmando que as urnas eletrônicas estavam fraudadas.

Por isso, além da cassação do mandato, o Ministério Público pede também que Francischini fique inelegível pelos próximos oito anos.

Francischini se posicionou sobre o pedido em sua conta no Twitter e afirmou que a imunidade parlamentar constitucional que ele tem serve para defendê-lo.

No entanto, o pedido de cassação afirma que a imunidade parlamentar não pode ser aplicada em casos eleitorais em que o parlamentar também é candidato.

Cabe agora ao Tribunal Regional Eleitoral analisar a denúncia.

 

AERP

Marcos Rogério/Litoral Notícias