11/09/2019 | Litoral Sul FM | Sem Comentários



A Justiça do Paraná condenou 12 pessoas, na primeira sentença da Operação Quadro Negro, que investiga desvios de cerca de R$ 20 milhões em obras de construção e reformas de escolas estaduais. As maiores penas são dos delatores Maurício Fanini, ex-diretor da Secretaria de Estado da Educação, que está em prisão domiciliar, e Eduardo Lopes de Souza, dono da construtora Valor, que está solto.  Ao todo, quinze pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público em janeiro de 2016.

AERP

Marcos Rogério/Litoral Notícias