01/11/2018 | Litoral Sul FM | Sem Comentários



Vasos e floreiras levados aos cemitérios por conta do Dia de Finados nesta sexta-feira podem servir de criadouros para o mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya.

O alerta é da Secretaria de Estado da Saúde.

Embalagens plásticas, suportes para as velas, copos plásticos e os próprios jazigos podem servir de criadouro para as larvas do mosquito, principalmente por, nesta época do ano, o clima ser de chuvas constantes e aumento de temperaturas.

De acordo com o coordenador da Sala de Situação da Dengue no Estado, Raul Bely, é importante que as pessoas lembrem que qualquer recipiente que acumule água é um potencial criadouro de mosquitos.

 

// SONORA RAUL BELY //

 

No caso de vasos, a recomendação é preencher com areia ou usar modelos que não acumulem água.

Uma opção é preferir flores artificiais ou as plantadas diretamente na terra e evitar plantas que podem reter água entre as folhas, como bromélias.

Outro cuidado é retirar embalagens plásticas dos vasos, não usar cachepôs, nem deixar objetos que possam estocar água sobre os túmulos, além de reparar periodicamente os jazigos para evitar rachaduras ou buracos.

Desde o dia primeiro de agosto, o Paraná já confirmou 40 novos casos de dengue.

 

ANP

Marcos Rogério/Litoral Notícias