24/04/2018 | Litoral Sul FM | Sem Comentários



Foi iniciada na manhã de segunda-feira (23) a campanha nacional de vacinação contra a gripe Influenza em Paranaguá. Em todas as unidades básicas de saúde a procura já está sendo intensa, principalmente por pessoas idosas. As doses estarão disponíveis até 1.º de junho, incluindo os postos que atendem em horário estendido (17h às 23h): Alexandra, Ilha dos Valadares (Rodrigo Gomes), Serraria do Rocha e Vila Garcia.

A meta da Secretaria Municipal de Saúde e Prevenção (Semsap) é vacinar 42 mil pessoas em Paranaguá. O público-alvo são as que possuem 60 anos ou mais, crianças de 6 meses a 4 anos, gestantes, puérperas (em até 45 dias após o parto), profissionais de saúde, indígenas, portadores de doenças crônicas, população privada de liberdade (presos), funcionários do sistema prisional e professores das instituições públicas e privadas.

A aposentada Noemi Lopes dos Santos, de 73 anos, foi com o marido, de 76, ao posto de saúde da Semsap, na manhã desta segunda-feira. Depois que ambos começaram a tomar a vacina, há 10 anos, não ficaram mais doentes. “Antes, a gente tinha gripe forte todo ano, nesta época. Agora não temos mais. Abriu a vacinação já estamos aqui para tomar”, declarou a aposentada.

É importante que a imunização ocorra o quanto antes, devido às quedas de temperaturas típicas deste período do ano, orienta a superintendente de Vigilância em Saúde da Semsap, Merieli Zanicoski. “O Ministério da Saúde organiza o início da campanha na segunda quinzena de abril porque de agora em diante as temperaturas tendem a cair e com isso aumentam os casos de resfriados e gripes, que podem resultar em internamentos nos grupos mais vulneráveis, como crianças e idosos”, explica Merieli.

O secretário municipal de Saúde e Prevenção, Paulo Henrique de Oliveira, destacou que o prefeito Marcelo Roque determinou que sejam tomadas todas as providências necessárias para que o público-alvo seja beneficiado com a vacina da gripe. “Nossa meta é imunizar 100% das pessoas que podem ser vacinadas. No próximo sábado faremos o Dia D para a vacina da dengue, que está no final, e vamos aproveitar também para oferecer as doses da gripe, utilizando a mesma estrutura”, destacou o secretário.

TRANSMISSÃO

A transmissão dos vírus Influenza se dá por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz).

Os sintomas da gripe são: febre, tosse ou dor na garganta, além de outros, como dor de cabeça, dor muscular e nas articulações. Já o agravamento pode ser identificado por falta de ar, febre por mais de três dias, piora de sintomas gastrointestinais, dor muscular intensa e prostração.

Elisio Jr / Litoral Notícias

Jornalista: Osvaldo Capetta